13 de junho de 2009

A diferença das calorias

Postado por Regina às sábado, junho 13, 2009
Reações: 


Hoje pesquisando sobre alimentação na Internet, encontrei uma matéria super legal sobre a diferença das calorias.
Segue a matéria:

Uma dieta balanceada vem expressa, habitualmente, em calorias. Elas nada mais são do que o conteúdo de energia dos alimentos e as necessidades energéticas do homem. Todos os alimentos contêm um determinado número de calorias. Ao chegarem no organismo estas calorias irão fornecer energia para que nossos órgãos se mantenham em funcionamento.

É importante compreender que a caloria, por si só, não engorda. O que vai acarretar o aumento de peso é a diferença entre o que foi ingerido e o que foi gasto. Se ingerirmos 2300 calorias num dia e só gastamos 1800, as 500 que não foram “queimadas” serão armazenadas no organismo sob a forma de gordura. Sem contar que irão contribuir, com seu excesso, para desequilibrar a taxa de glicose no sangue.

Quando um profissional prescreve uma determinada dieta, com um certo número de calorias, estabelece o que aquele organismo precisa ingerir diariamente para realizar todas as atividades básicas, sem excessos, e de acordo com as seguintes variáveis: estatura, peso, idade, tipo de atividade.
Quantidade ou Qualidade

Agora que ficou claro o que é uma caloria, vamos em frente. É preciso entender que, por incrível que pareça, as calorias não são iguais. Elas têm o mesmo valor, mas não são aproveitadas da mesma forma. Tudo vai depender de onde vêm. Existe diferença entre a mesma quantidade de calorias de uma porção de maçã e de uma porção de queijo. Por isto, não controle apenas a quantidade. Passe a prestar mais atenção na qualidade. Essa diferença é o que vamos mostrar a seguir.

As calorias podem ser divididas em três grupos, de acordo com a utilização depois da digestão: lentas, rápidas e vazias.

Calorias Lentas – Vêm das gorduras que estão nos óleos, leites, queijos, manteigas, castanhas e em algumas fontes de proteínas, como carnes vermelhas, aves, peixes e ovos.

As calorias lentas demoram mais tempo para serem “queimadas”, porque suas moléculas são grandes. Por isso, o organismo tem mais dificuldade para transformá-las em energia e usá-las para formar ou reparar células e tecidos; ajudar na produção de hormônios e na absorção de vitamina A; além de melhorar as defesas do organismo. Esses são bons motivos pelos quais elas não devem ser excluídas da alimentação.
Por serem mais engordativas, deve-se, isso sim, evitar o excesso. Lembre-se que tudo ingerido a mais vira reserva de energia. Além de aumentar o tecido adiposo (gordura), eleva o nível de açúcar no sangue.

Calorias Rápidas – Estão nos carboidratos, como as massas, pães, cereais, frutas, legumes e verduras. Por terem moléculas com estrutura mais simples, sua digestão é mais fácil e a absorção, melhor. Logo, a glicemia vai aumentar mais rapidamente. A energia das calorias rápidas é utilizada na realização das atividades básicas do corpo: respiração, digestão, circulação do sangue etc. O que não for queimado, o corpo transforma em reserva.

Calorias Vazias – Bebidas alcoólicas, açúcares, refrigerantes e balas estão dentro das chamadas calorias vazias. Não têm nenhum tipo de nutriente e fornecem apenas calorias. Por isso, não trazem benefícios para o organismo. O álcool gera problemas de concentração, coordenação motora, reflexos e pode fazer o organismo trabalhar com sobrecarga no pâncreas, fígado e rins. O excesso também é prejudicial.
A Diferença Está na Queima

Se você ainda tem dúvida quanto à escolha dos alimentos, saiba que cada tipo de caloria tem seu tempo específico para ser queimada no organismo, e isso pode fazer a diferença. Em outras palavras, comer um churrasco não será, claro, a mesma coisa que comer uma massa - ainda que as duas porções tenham rigorosamente os mesmos valores calóricos.

A caloria rápida da massa, como o próprio nome já diz, é queimada logo após ser digerida, absorvida e distribuída para o corpo. Este processo leva de 8 a 12 horas. Antes disto, há possibilidade de queimar o excesso rapidamente, pois o corpo consome a energia das calorias rápidas nos 20 minutos iniciais dos exercícios aeróbicos, como a caminhada, natação ou ciclismo.

A lenta pode demorar até 48 horas para passar pelo mesmo processo. Sua queima só acontece depois dos 20 primeiros minutos do exercício e seu excesso é facilmente armazenado.

Existem outras desvantagens de se consumir mais calorias lentas do que rápidas. Uma delas está na diferença da composição corporal. Duas pessoas com o mesmo peso podem ingerir o mesmo número de calorias, mas aquela que consumir mais calorias lentas terá um corpo aparentemente mais gordo, pois seu tecido adiposo é maior. Quem priorizar as rápidas terá uma composição corporal mais enxuta.

Fonte: www.diabetes.org.br

2 comentários:

Chris on junho 13, 2009 7:56 PM disse...

Regina adorei o post!
Vou usar o que li aqui nos meus exercícios a partir de hj com certeza.
Beijos e bom domingo.

camila on junho 14, 2009 2:15 PM disse...

oiiii regina adorei sei blog ,muito obrigada pelas palavras de força gostei muito de sua visitinha em meu blog. ahhh voçê está partiçipando de 2 desafios que também partiçipo espero que voçê consiga bater sua meta e muita força, porque vamos vençer essa luta contra a balança bjusss e um ótimo domingo ,fique com Deus!!!
millabsb.zip.net

Postar um comentário

 

Vou emagrecer Copyright © 2010 Designed by Ipietoon Blogger Template Sponsored by Online Shop Vector by Artshare